Transtorno de Oposição Desafiante: muito além da pirraça

Transtorno de Oposição Desafiante: quando a desobediência se transforma em doença

Like
ESSA NOTÍCIA JÁ AJUDOU
PESSOAS

 

Transtorno Opositor Desafiante

 

Muito além da birra comum

Teimosia e desobediência são comportamentos comuns em crianças e pré-adolescentes, mas em excesso é importante prestar a atenção se esse comportamento não é sinal de um possível TOD, sigla para Transtorno de Oposição Desafiante.

 

Como em qualquer outra patologia, é fundamental que pais ou responsáveis fiquem de olho, procurando o diagnóstico desse transtorno o mais cedo possível, afim de evitar prejuízos em áreas relacionadas ao desenvolvimento social e cognitivo de seus filhos.

 

Mas o que é TOD?

Transtorno de Oposição Desafiante é um tipo de transtorno disruptivo do comportamento com algumas características muito específicas, como desobediência e comportamento desafiador constante.

 

Mesmo em crianças muito bem educadas, fases rebeldes são inevitáveis no decorrer de seu desenvolvimento. A curiosidade e o questionamento são fatores constantes nesse período da vida, podendo levar a irritação quando frustradas em seus pensamentos e/ou planejamentos.

 

Entretanto, quando esse comportamento é constante, difíceis de serem articuladas, gerando prejuízos na vida familiar, escolar e em seus relacionamentos, é necessário prestar atenção.

 

Mas como diferenciar esses comportamentos comuns com o TOD?

Transtorno Opositor Desafiante não é só pirraçaBuscar o auxílio de um profissional capacitado é o primeiro passo. O psicólogo e o psiquiatra são aqueles que vão poder avaliar cada situação e oferecer informação de confiança sobre cada caso.

Nos casos de TOD, as crianças costumam reagir de forma agressiva quando tem suas vontades frustradas, não gostam e resistem intensamente a regras e imposições de autoridade. Debatem até o último argumento e não sentem responsabilidade pelo mau comportamento.

 

A idade é outro ponto importante a se considerar, segundo a literatura o TOD costuma aparecer ainda em idade pré-escolar, geralmente antes dos 10 anos.

 

O que pode causar o TOD?

Ainda não foram descobertas causas genéticas que levem ao desenvolvimento do Transtorno Opositor Desafiante, mas certamente o ambiente é fator fundamental para estimular um comportamento difícil. Perda de figuras paternas ou maternas, ambiente familiar conflituoso, abandono ou o nascimento de um irmãozinho são alguns dos eventos que podem influenciar o desenvolvimento do TOD.

 

Mas o que o TOD pode trazer de prejuízo para a criança?

Além das questões já citadas anteriormente, uma criança com TOD, e sem o devido tratamento pode acarretar:

 

- Prejuízos no aprendizado de viver em sociedade, considerando que tamanha teimosia e os súbitos acessos de raiva afastam outras crianças;

- Atraso no desenvolvimento cognitivo e acadêmico, pois a criança tende a buscar sempre soluções por conta própria, tendo grande dificuldade em pedir o auxílio dos professores;

- Desenvolvimento de Transtorno de Conduta na adolescência.

 

Observar a atitude e o comportamento da criança, e aplicar tratamento adequado pode evitar a evolução do quadro, ampliando a qualidade de vida e garantindo uma infância saudável.

 

E como identificar o Transtorno Opositor Desafiante?

 

As atitudes devem ser constantes e gerar prejuízo ao dia a dia da criança. Dentre os comportamentos em destaque estão:

 

Agressividade Infantil- Ataques de raiva;

- Frequentes discussões com autoridades, como pais e professores, e colegas;

- Atitude vingativa;

- Comportamento hostil;

- Agressividade;

- Recusa em aceitar e seguir regras;

- Negativismo.

 

TOD e o TDAH

 

tdah é diferente de tod

Por vezes o TOD é confundido no senso comum com o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. Mas ainda que sejam patologias muito diferentes, estudo é relatado que 50% dos pacientes com TDAH também tem TOD, considerando ainda o TDAH como um fator de risco para o desenvolvimento do TOD.

 

 

Qual o tratamento para o Transtorno Opositor Desafiante?

A infância é parte fundamental e basilar do desenvolvimento humano. Garantir uma infância saudável é o melhor caminho para garantir uma adolescência e vida adulta plena e desenvolvida. Após o diagnóstico, o tratamento para o Transtorno Opositor Desafiante é feito com técnicas de modificação de comportamento que busquem reforçar atitudes produtivas (positivas) e afastar padrões prejudiciais (negativos). O trabalho é multidisciplinar, com a parceria entre o psicólogo, psiquiatra, pais e professores, garantindo dessa maneira a melhora no comportamento infantil.

Bruno Moraes
Psicólogo Comportamental Cognitivo
CRP-06/119065

 

No CEDEM você encontra tratamento especializado para o TOD. Ligue para (11) 4738-1042 ou nos envie um whats pelo (11) 9.5787-2812 e saiba mais informações sobre o tratamento.

ESSE CONTEÚDO AJUDOU VOCÊ?
 
 
 
Whatsapp 11-9.5787-2812. Não perca essa oportunidade, fale agora com um de nossos atendentes pelo whatsapp do CEDEM.

Horário de Funcionamento

Seg: 14:00 às 20:00

Ter-Sex: 08:00 às 20:00

Sáb: 08:00 às 13:00

(11) 4738-1042

Conteúdo Relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda a pergunta a seguir: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.