O que é Psicoterapia

Like
ESSE ARTIGO JÁ AJUDOU
  PESSOAS

 

 

Consulta com psicólogo

A psicoterapia, do grego psykhe, ou mente e therapeuein, ou curar, é um método de tratamento para questões emocionais, psicológicas e comportamentais. Casos como depressão, dificuldades em se relacionar, ansiedade, etc, são tratados por meio da psicoterapia. Em um primeiro momento, desenvolve-se um vínculo de confiança e conforto, para que o paciente possa se sentir livre para relatar suas dificuldades, bem como relembrar e colocar memórias muitas vezes dolorosas de sua vida. Por meio de técnicas cientificamente desenvolvidas dentro da psicologia, o psicoterapeuta aplica intervenções, que direcionem o paciente a perceber a causa do problema e buscar adaptações adequadas para as situações que estejam trazendo desequilíbrio para a sua vida. Assim, a psicoterapia promove alterações comportamentais, autoconhecimento, melhoria nas habilidades sociais e pessoais, e consequentemente eleva a qualidade de vida do paciente. A psicoterapia é capaz de estimular, desenvolver, reduzir ou implantar novos comportamentos, reorganizando estruturalmente crenças e pensamentos prejudiciais à qualidade de vida da pessoa. As sessões de psicoterapia variam em frequência e duração, sendo esses acordados entre paciente e psicoterapeuta, considerando as necessidades de cada caso. Geralmente, as sessões podem ser feitas duas vezes por semana, semanalmente ou quinzenalmente. O relacionamento entre psicoterapeuta e paciente não é tratada como uma relação de amizade, do contrário, as técnicas científicas aplicadas tem sua eficácia comprometidas dentro do tratamento. O psicoterapeuta nesse momento se torna um lugar, antes de uma pessoa, onde o paciente pode colocar suas angústias e sofrimentos sem julgamentos ou pontos de vista preconceituosos. Pelas mesmas razões, o psicoterapeuta não deve aconselhar o paciente, referente a suas opções, e sim auxiliá-lo a fazer suas próprias escolhas, promovendo assim, maior autonomia e liberdade. A participação ativa do paciente durante todo o processo psicoterapêutico é fundamental para a eficácia da psicoterapia. O processo psicoterapêutico é indicado para situações clínicas diversas, como perturbações do humor e da ansiedade e perturbações da personalidade e do comportamento. Além desses, situações onde exista sofrimento emocional e dificuldades de adaptação são indicadas para a psicoterapia.

Qual a diferença entre psicólogo e psicoterapeuta?

 

O psicoterapeuta é o psicólogo que oferece atendimento clínica, ou seja, um profissional que além de ter formação em psicologia, é especializado no atendimento de dificuldades psicológicas. Dessa forma, o psicólogo que trabalha com RH não é um psicoterapeuta.

Qual a diferença entre psicoterapeuta e psiquiatra?

 

O psicoterapeuta é um profissional que irá utilizar de técnicas para abordar questões psicossociais, tratando suas habilidades emocionais, cognitivas e comportamentais para atingir a mudança necessária. O psiquiatra é um médico, e aborda a visão biológica das perturbações psíquicas. Ele tem foco no tratamento medicamentoso, e será um parceiro no tratamento psicoterápico junto ao psicólogo quando necessário.

Tomar medicamento isenta a necessidade de psicoterapia?

 

O uso de medicação em questões psicológicas é aplicado na sintomatologia. Todo psiquiatra consciente deverá encaminhar o paciente para tratamento psicoterápico, pois sabe que os remédios trabalharam apenas na supressão dos sintomas e que muitas vezes podem causar dependência física e psicológica. Por outro lado, todo psicoterapeuta consciente, deverá encaminhar o paciente para um psiquiatra, ao identificar a necessidade de intervenção medicamentosa em conjunto com o processo psicoterápico. Porém, em boa parte dos casos, a psicoterapia apresenta grande eficiência nos tratamentos aplicados, mesmo sem a intervenção de medicamentos. Isso é importante considerando os efeitos colaterais que a medicação pode via a causar no organismo, o valor da consulta dos psiquiatras, geralmente muito acima do valor das consultas com psicólogos e o próprio valor do medicamento.

Como convencer um amigo ou parente de que ele precisa de psicoterapia?

 

Muitas vezes, as pessoas não conseguem perceber quando necessitam de ajuda. Nesse caso, é comum amigos ou familiares, buscarem uma forma de aconselhar ou mesmo tentar encaminhar para um profissional que possa oferecer o tratamento adequado. Mas como abordar alguém e dizer que essa pessoa precisa de psicoterapia?

  • Por ser um assunto delicado, é importante começar demonstrando a preocupação para com essa pessoa e o desejo de querer apenas o seu bem.
  • Pontue as dificuldades que a pessoa vem enfrentando, não use tons de quem aponta, de acusação, busque falar com compreensão, sendo solidário às dificuldades dela.
  • Demonstre que a pessoa não é a única a passar por isso, mostre outras pessoas que já encontraram essas dificuldades.
  • Faça a pessoa perceber os prejuízos que essas dificuldades tem gerado na vida dela.
  • Mostre que a pessoa não está sozinha, que existem profissionais especializados para ajudá-la e que ela não precisa encarar tudo de forma solitária.
  • Demonstre que quem procura ajuda, tem mais chance de sucesso.
  • Faça a pessoa perceber que tem o seu apoio, inclusive para encontrar um profissional de confiança.
  • Se candidate para acompanhar a pessoa na primeira consulta..

Bruno Moraes de Souza
Psicólogo Comportamental Cognitivo
CRP-06/119065

ESSE CONTEÚDO AJUDOU VOCÊ?
 

Whatsapp 11-9.5787-2812. Não perca essa oportunidade, fale agora com um de nossos atendentes pelo whatsapp do CEDEM.

Horário de Funcionamento

Seg: 14:00 às 20:00

Ter-Sex: 08:00 às 20:00

Sáb: 08:00 às 13:00

(11) 4738-1042

Conteúdo Relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda a pergunta a seguir: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.